Por Gemir Cassan matéria incluída em: 27/04/2004

1. NOTE E ANOTE TUDO. Crie o hábito de anotar tudo que você vê, lê ou venha a
lembrar. Tenha sempre à mão – lápis, caneta e papel –, jamais, confie na memória.
“Você está sempre livre para mudar de idéias e escolher um futuro ou um passado
diferente” (Richard Bach).
2.
AVALIE AS ANOTAÇÕES. Defina um dia da semana e faça uma avaliação em suas
anotações. Separe as melhores idéias ou coloque-as em ordem de importância. “A vida
não é ter na mão boas cartas, mas sim saber jogar com as cartas que ela nos dá”
(Josh Billinge).
3. FAÇA UM ESTOQUE DE IDÉIAS. Arquive de forma simples e de fácil acesso.
Procure separá-las por assuntos. Idéias para melhorar sua eficiência, sua qualidade de
vida, seu relacionamento com a família e às pessoas. “Transportai um punhado de

terra todos os dias e fareis uma montanha” (Confúcio).
4. VEJA E OUÇA ATENTAMENTE. Aprenda a enxergar nos olhos das pessoas o que
elas gostariam de dizer e ao ouvir perceba as coisas que não foram ditas. “Você é
aquilo que você faz continuamente. Excelência não é uma eventualidade – é um

hábito” (Aristóteles).
5. VEJA AS COISAS COMO SE FOSSE A ÚLTIMA VEZ. Tudo deve ser observado com
cuidado e atenção. O processo criativo passa por algumas fases: preparação,
incubação, iluminação, verificação e avaliação. Ligue-se nos “detalhes” – são eles que
fazem a diferença –, “Aproveite bem as pequenas coisas. Algum dia você vai saber que

elas eram grandes” (Robert Brault).
6.
ATIVE A SUA CURIOSIDADE. Veja tudo como se fosse a primeira vez, observe os
lugares e as coisas. Fale com o maior número de pessoas, independente da sua
classificação social, raça ou religião. “Poucos rios surgem de grandes nascentes, mas
muitos crescem recolhendo filetes de água” (Ovídio).
7. CRIAR DEVE ASSOCIAR-SE ÀS PESQUISAS. Acostume-se a fazer perguntar: O
que, Como, Por quê, Onde, Quem, Qual, Quando. “É melhor fazer algumas perguntas
do que achar que sabe todas as respostas” (James Thurber).
8.
AMPLIE O SEU CONHECIMENTO. Assista filmes (independente da época que
foram produzidos), faça viagens, leia livros, conheça novas pessoas, assista
transmissões esportivas, musicais, palestras. “As idéias são como filhos errantes:

aparecem quando menos se espera” (Bern Willians).
9. NUNCA “ACHE” NADA. PROCURE “ENTENDER”. Não faça julgamentos precipitados
através da “achologia”. Ser criativo requer dedicação, metodologia, determinação e
persistência. “A excelência consiste em fazer algo comum de maneira incomum”

(Booker Washington).
10. MANTENHA O CÉREBRO LIGADO. Você tem de estar atento à todas
possibilidades. Numa fração de segundos, uma nova idéia poderá passar a sua frente e
a sua mente deve estar aberta para recebê-la. “O ontem, foi-se. O amanhã pode não
vir. O que temos é o agora” (Plutarco).
11. SEJA OTIMISTA E POSITIVO. O ser criativo visualiza insistentemente os pontos
fortes das “coisas”; nas relações profissionais, de lazer e familiar. Pensar e agir com
otimismo, contribui na realização dos objetivos. “O covarde nunca tenta, o fracassado
nunca termina e o vencedor nunca desiste” (Norman Vincent Peale).
12. TODO DIA É DIA PARA PENSAR. Defina um local e separe todos os dias dez
minutos do seu tempo. No final de um mês você terá utilizado 300 minutos ou cinco
horas. “Quem mata o tempo não é um assassino é um suicida” (Millor Fernandes).
13. AS GRANDES IDÉIAS NASCEM DE PEQUENOS “LAMPEJOS”. Portanto, seja
persistente. Combine, adapte, altere, diminua, aumente, associe, substitua, reorganize

e se ainda não encontrar a utilização da sua criação, inverta tudo. Nunca desista. “A
visão sem ação não passa de um sonho. A ação sem visão é só um passatempo. A
visão com ação pode mudar o mundo” (Joel Baker).
14.
COMBATA OS DESEQUILÍBRIOS DA VIDA MODERNA. Pessimismo, barulho,
tabagismo, alcoolismo, negativismo, fadiga e outros excessos que o levem a irritação e
desequilíbrio. “Tudo de bom acontece às pessoas com disposição alegre” (Voltaire).
15. CULTIVE O BOM HUMOR. A criatividade depende do seu senso de humor.
Mantenha-se de bem com a sua vida e as coisas que a rodeiam. Veja as coisas com
alegria e desprendimento. “O segredo da felicidade não é fazer sempre o que se quer,
mas querer sempre o que se faz” ( Leo Nikolayevich, Conde Tolstoi).
16.
TENHA CORAGEM E AUTOCONFIANÇA. A coragem deve estar atrelada à sua
determinação “de poder atingir o que deseja, quer e acredita”. A autoconfiança,
desenvolvida através de habilidades, atitudes e autodesenvolvimento. “Somos o que
fazemos, mas somos, principalmente, o que fazemos para mudar o que somos”

(Eduardo Galeano).
17. SAIBA UTILIZAR O SEU TEMPO. Deixe a ociosidade de lado e aproveite ao
máximo o tempo que é só seu. Lembre-se de que a maioria das grandes idéias foram
criadas nos momentos ociosos de seus criadores. “Minhas invenções são fruto de 1%
de inspiração e 99% de transpiração” (Thomas Edison).

18. UM PRODUTO PRONTO DEVE SER APRESENTADO. Mesmo que a sua idéia não
esteja totalmente concluída, coloque-a em prática e vá acertando, até atingir a
finalização. Lembre-se de que é muito melhor colocar uma pequena idéia em prática
que uma grande idéia arquivada. “Nunca é tarde para tentar o desconhecido. Nunca é
tarde para ir mais longe” (D”Annunzio).
19. SAIBA DESCOBRIR OS EVENTUAIS DEFEITOS. Exija do seu subconsciente e
faça-o atuar. Ele precisa dia e noite, ser alimentado de cada passo dado na finalização
das idéias. Reestude. Verifique. Repense. E encontre onde foi cometido o deslize. “O
pessimista é aquele que reclama do barulho, quando a oportunidade bate à sua porta”
(Michael Levine).
20. APROVEITE E DESFRUTE DOS RESULTADOS. A criatividade não deve ser
entendida como um dom ou algo que só os iluminados possuem. Todo ser humano
possui e pode explorá-la. Basta querer fazer com que as idéias fluam e transformem-
se em realizações. Uma vez produzidas é só usufruir. “Não é porque certas coisas são
difíceis que nós não ousamos. É justamente porque não ousamos que tais coisas são
difíceis” (Seneca).

Anúncios